DICAS PARA LAVAGEM E
CONSERVAÇÃO DO SEU UNIFORME

Oxford | Two-Way | Grafil | Cedrofil | Cedrovip| Chiffon | Algodão
Microseda|Microcrepe|Oxfordini|Seda Creponada|Seda Fiesta|Crepe Koshibo

     A durabilidade e a apresentação do seu uniforme dependem muito do modo como é tratado e, para ajudá-lo nessa tarefa, listaremos alguns cuidados básicos que devemos ter com qualquer tipo de peça, independente da composição e da cor do tecido, cuidados estes que farão com que seu uniforme se mantenha impecável por mais tempo.

• Lavar as peças à mão, dispensando o uso de máquina (ou tanquinho). Na falta de alternativa, regule a máquina para lavar tecidos leves, de acordo com as instruções do fabricante, nunca dispensando o uso de sabão neutro, seja ele em pó ou em pedra.

• Nunca usar água sanitária, e não friccionar as peças sobre a pedra do tanque ou com escova, pois essas práticas levam ao desgaste do tecido e enfraquecem a linha das costuras, promovendo ainda a formação de bolinhas (peelling) e o desbotamento do tecido.

• Para manter as peças de cor clara ou branca impecáveis, retire a sujeira pesada com sabão neutro, e só então deixe de molho em uma solução de água e sabão em pó específico para roupas brancas, por alguns minutos.

• Se a peça (de cor ou colorida) estiver impregnada de sujeira ou manchas de óleo, sorvete, gordura, etc, é melhor deixá-la de molho em uma solução de água e sabão neutro (ou um produto específico para cores) por alguns minutos, à sombra, para permitir que a sujeira desprenda-se normalmente, não havendo a necessidade de aplicar um friccionamento agressivo.

• Lembre-se que zíperes devem estar sempre fechados durante a lavagem;

• Evite deixar roupas ensaboadas fora da água, na sombra ou ao sol (quarar), pois a roupa poderá apresentar manchas esbranquiçadas após a lavagem.

• Os resíduos do sabão em contato com o amaciante provocam uma reação química, formando borras que grudam nas roupas, deixando-as acinzentadas, principalmente as peças coloridas e escuras. Por isso se faz necessário tirar bem o sabão das peças durante o enxágüe e dosar a quantidade de amaciante.

• Ao enxaguar a peça, não torcer. Tecidos com poliéster secam rapidamente. Coloque seu uniforme para secar sempre à sombra e pelo avesso. Para isso, use um cabide.

• Considerando que a maioria dos tecidos utilizados na confecção das peças tem poliéster na sua composição, o ideal seria que as peças não fossem passadas a ferro, mas, se tal prática se fizer necessária, use o ferro sempre em baixa temperatura, usando uma fronha, fralda ou sapatilha antibrilho, para proteger a peça do contato direto com a chapa do ferro. Outro recurso é passar as peças pelo avesso. Isso evitará que seu uniforme apresente um aspecto ‘brilhante’.


A SEGUIR, LISTAREMOS ALGUNS DOS TECIDOS MAIS USADOS POR ESTE ATELIER E OS CUIDADOS ESPECÍFICOS PARA CADA UM DELES:

 

• OXFORD:
Topo Ir para o topo. 

   

 Tecido utilizado nos vestuários feminino e masculino, ideal para confeccionar blazers, saias, calças, bermudas, jalecos, etc. Tem como vantagens a durabilidade e a fácil conservação. Observe o quadro a seguir:

 
- Temperatura máxima 30ºC
- Ação mecanizada reduzida
- Enxágüe normal
- Centrifugação reduzida
- Não usar alvejante à base de cloro
- Chapa da base do ferro com temperatura máxima de 110ºC
- Usar ferro a vapor ou prensa pode ser arriscado
- E possível a secagem em tambor rotativo
- Secagem com indicador na temperatura mínima
- Limpeza a seco com tricloroetileno Monofluortriclorometano e todos os solventes listados para o símbolo F
- Procedimentos normais de limpeza, sem restrições

 

•TWO-WAY:
Topo Ir para o topo. 

   

  No momento, é o tecido mais utilizado na confecção de uniformes femininos: Blazers, calças, saias e vestidos. É composto de poliéster (cerca de 96%, podendo variar) e elastano (4%), sendo que este último agrega às peças bastante conforto e praticidade. Sua textura varia de acordo com a fábrica e com a gramatura do tecido, mas em qualquer dos casos, é sempre bem aceito. Tende a soltar tinta nas primeiras lavagens sem, contudo, apresentar alterações na cor.

Este tecido requer alguns cuidados específicos, tais como:

• Ao combinar peças confeccionadas em two-way com outras peças, estas últimas poderão apresentar manchas. Para diminuir esta ocorrência, ao lavar as peças pela primeira vez, e apenas desta vez, lave-as à máquina, usando sabão específico para tecidos de cor (Ex.: OMO Cores) e enxaguando as peças em uma solução de água e sal, na proporção de uma colher bem cheia de sal para cada litro de água. Essa medida proporcionará maior fixação das cores. Mas lembre-se: O excesso de sal é prejudicial, pois pode 'matar' a elasticidade do tecido.

• Lavar as peças sempre à mão, nunca dispensando o uso de sabão neutro (Coco ou glicerina), seja ele líquido, em pó ou em pedra.

• Lembre-se que zíperes devem estar sempre fechados durante a lavagem;

• Evite deixar peças ensaboadas fora da água, na sombra ou ao sol (quarar), pois a roupa poderá apresentar manchas esbranquiçadas após a lavagem.

• Os resíduos do sabão em contato com o amaciante provocam uma reação química, formando borras, deixando as peças acinzentadas, principalmente as peças escuras. Por isso se faz necessário tirar bem o sabão das peças durante o enxágüe e dosar a quantidade de amaciante.

• Não torcer as peças após o enxágüe. Tecidos com poliéster secam rapidamente. As peças devem secar sempre à sombra e pelo avesso. Para isso, use um cabide.

• Sendo este tecido misto de poliéster com elastano, o ideal é que as peças não sejam passadas a ferro, mas se tal prática se fizer necessária, use o ferro sempre em baixa temperatura, usando uma fronha, fralda ou sapatilha antibrilho, para proteger a peça do contato direto com a chapa do ferro. Outro recurso é passar as peças pelo avesso. Isso evitará que seu uniforme apresente um aspecto brilhante e envelhecido.


    Observe o quadro a seguir para se inteirar dos cuidados básicos que v. deve dispensar ao uniforme que foi confeccionado com este tecido:

 

 
- Somente lavagem manual
- Não lavar à máquina
- Temperatura máxima 40º C
- Manusear com cuidado
- Usar sabão neutro
- Não usar alvejante à base de cloro
- Chapa da base do ferro com temperatura máxima de 110º C
- Usar ferro a vapor ou prensa pode ser arriscado
- Não é permitida a secagem em tambor rotativo
- Secar à sombra
- Não limpar a seco
- Não remover manchas com solventes

 

• GRAFIL/ CEDROFIL:
Topo Ir para o topo. 

   

  Tecidos mistos de Poliéster (67%) com algodão (33%), ambos são utilizados principalmente na confecção de peças do guarda-roupa masculino e feminino, como camisas e jalecos.

•Ao lavar estes tecidos, usar sabão neutro (Coco ou glicerina) e nunca torcer. Acrescentar na água do enxágüe, na quantidade sugerida pelo fabricante.

 
- Temperatura máxima 40º C
- Ação mecânica normal
- Enxágüe normal
- Centrifugação normal
- Não usar alvejante à base cloro
- Chapa da base do ferro com temperatura máxima de 200º C
- É possível a secagem em tambor rotativo
- Secagem com indicador na temperatura mínima
- Limpeza normal com percloroetileno

 

• CEDROVIP:
Topo Ir para o topo. 

   

  Tecido misto de Poliéster (50%) e algodão (50%), ambos são utilizados principalmente na confecção de peças do guarda-roupa masculino e feminino, como camisas e jalecos.

•Ao lavar estes tecidos, usar sabão neutro (Coco ou glicerina) e nunca torcer. Se acrescentar GOMA POX na água do enxágüe, na quantidade sugerida pelo fabricante, as peças ficarão impecáveis.

- Temperatura máxima 40º C
- Ação mecânica normal
- Enxágüe normal
- Centrifugação normal
- Não usar alvejante à base cloro
- Chapa da base do ferro com temperatura máxima de 200º C
- É possível a secagem em tambor rotativo
- Secagem com indicador na temperatura mínima
- Limpeza normal com percloroetileno

 

• MICROSEDA/MICROCREPE/OXFORDINI/SEDA CREPONADA/SEDA FIESTA/CREPE KOSHIBO:
Topo Ir para o topo. 

   

  Utilizados em camisaria feminina e masculina. São tecidos leves e, por esse motivo, o ideal é que sejam lavados à mão, nunca devendo ser torcidos ou levados à secadora. As manchas resistentes devem ser tratadas na tinturaria, para não danificar o tecido. Deve-se evitar passar estes tecidos, pois contêm poliéster. Se tal prática se fizer necessária, use o ferro em baixa temperatura, passando as peças pelo avesso.

• Eis aqui alguns cuidados que v. se precisa ter no trato desses tecidos:

 
- Temperatura máxima 40º C
- Ação mecânica normal
- Enxágüe normal
- Centrifugação normal
- Não usar alvejante à base cloro
- Chapa da base do ferro com temperatura máxima de 110º C
- Usar ferro a vapor ou prensa pode ser arriscado
- É possível a secagem em tambor rotativo
- Secagem com indicador na temperatura mínima
- É possível a secagem na vertical
- Limpeza a seco com todos os solventes normalmente usados para limpeza a seco incluindo todos os listados para o símbolo P, mais tricloroetano e 1.1.1. Tricloroetano (1.1.1. significa que os 3 radicais cloro estão ligados ao 1º átomo de C)

 

• CHIFFON COM ELASTANO:
Topo Ir para o topo. 

    

Tecido misto de poliéster com elastano, leve, semitransparente, muito usado na confecção de blusas femininas.

 
- Somente lavagem manual
- Não lavar à máquina
- Temperatura máxima 40º C
- Manusear com cuidado
- Não usar alvejante à base cloro
- Chapa da base do ferro com temperatura máxima de 110º C
- Usar ferro a vapor ou prensa pode ser arriscado
- Não é permitida a secagem em tambor rotativo
- Secar à sombra
- É possível a secagem na vertical
- Não limpar a seco
- Não remover manchas com solventes

 

• ALGODÃO (100%):
Topo Ir para o topo. 

   

  O tecido à base de algodão detém melhor capacidade de absorção de umidade e é adequado para o nosso clima quente e úmido. A transpiração do corpo é melhor absorvida quando se usa tecido com algodão em sua composição.
  Características: macio, confortável e de fácil lavagem. Tem tendência a encolher, amarrotar e queimar com facilidade, não resistindo a produtos químicos. Prefira lavar peças de algodão em água fria, pois sua tendência ao encolhimento aumenta se lavadas com água muito quente.

 
- Temperatura máxima 40º C
- Ação mecânica normal
- Enxágüe normal
- Centrifugação normal
- Não usar alvejante à base de cloro
- Chapa da base do ferro com temperatura máxima de 150°C
- E possível a secagem em tambor rotativo
- Secagem com indicador na temperatura mínima
- Limpeza a seco com tricloroetileno Monofluortriclorometano e todos os solventes listados para o símbolo F
- Procedimentos normais de limpeza, sem restrições